lições de liderança

3 lições de liderança que Jeff Bezos deixa

Com certeza, Jeff Bezos está deixando um legado e algumas importantes lições de liderança. O fundador da Amazon anunciou que passará o cargo de CEO à Andy Jassy ainda em 2021. Falamos sobre tudo isso em um episódio especial de Growthaholics. Dá o play  e vem ouvir tudo!

Ouça também >> Como é o processo de inovação da Amazon? <<

O legado de Bezos

Mas hoje, queremos falar sobre uma perspectiva diferente. Uma herança que Bezos deixa para todos nós, sejamos empreendedores, CEOs, gerentes, entre outros. Segundo a definição do dicionário, líder é a ”pessoa com poder de decidir, de se fazer obedecer; com capacidade de influenciar nas ideias e ações de outras pessoas”.

Porém, liderança pode ir muito além. Um bom líder é capaz de deixar legados e referências. O líder não tem somente o poder de decidir, ele é capaz de inspirar. No decorrer da história, tivemos e temos grandes líderes, como Walt Disney, Nelson Mandela, Martin Luther King, Bill Gates. Todos com a incrível habilidade de motivar pessoas, gerenciar conflitos, entender diferentes opiniões, entre outros.

Dito isso, podemos entender que um mau líder tem consequências graves em uma organização. Por exmeplo, um perfil autocrático pode tornar o ambiente pesado e os colaboradores frustrados. Outra questão são lideranças centralizadoras que limitam seus times e inibem o crescimento da empresa.

Veja também >> Liderança Inovadora: como criar uma e qual a importância? <<

Independente dos vários tipos de liderança, o CEO da Amazon – em breve, ex – deixa algumas importantes lições tiradas de suas falas e atos durante a trajetória no comando da big tech. Confira agora quais são:

  1. Seja implacável nos negócios! A Amazon é conhecida por não ter medo de concorrer em diversos mercados, mesmo que distantes do seu atual;
  2. Tenha uma visão de longo prazo! Treine seu olhar para enxergar novas tendências, novos mercados;
  3. Crie rituais! Bezos construiu estruturas para manter uma comunicação clara com todos os times da Amazon, como as suas cartas.

O fato é que Bezos deixa a empresa pronta para continuar inovando, com pessoas, cultura, alinhamento tático e estratégico. Independente das novas direções, a corporação é sólida o suficiente para enfrentar dificuldades e ágil para se adaptar e inovar.

growthaholics

Compartilhe este conteúdo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram