Como Corporate Venture Building pode revolucionar a inovação?

Você sabe como corporações podem criar novos negócios de forma ágil? Corporate Venture Building ainda é um conceito recente no mercado brasileiro, mas é uma ferramenta única. Ela possibilita que grandes empresas criem uma estrutura interna capaz de transformar ideias de colaboradores em novos negócios, um passo muito importante na direção da inovação. Neste episódio de Growthaholics, Pedro Waengertner conversa com Mateus Quelhas, Head de Business Transformation em ACE Cortex, e Luís Gustavo Lima, CEO em ACE Cortex.

Como corporações podem criar novos negócios de forma ágil?

O conceito de Corporate Venture Building (CVB) ainda não é tão popular quanto o de Corporate Venture Capital (CVC), mesmo assim está presente em grandes corporações e se tornou uma ferramenta importante de inovação. Basicamente, o CVB nada mais é do que a criação de novos negócios dentro de uma empresa por meio de recursos próprios e estruturas internas, possuindo uma conexão direta com o intraempreendedorismo.

Na última pesquisa feita pela ACE Cortex, com mais de 200 profissionais C-level e diretores de grandes corporações, 64,7% dos respondentes estavam familiarizados com o conceito de CVB, mas apenas 23,2% das empresas realmente aplicavam essa estratégia de inovação. Um número baixo para uma estratégia importante, que permite às companhias resiliência perante as mudanças do mercado.

As iniciativas de CVB podem revolucionar o mundo da inovação e é sobre isso que queremos falar no episódio de Growthaholics desta semana. Para debater o assunto, chamei dois entusiastas e experts da área: o Mateus Quelhas, Head de Business Transformation da ACE Cortex, e o Luís Gustavo Lima (LG), que é CEO da ACE Cortex.

Se você se interessou pelo assunto, não deixe de ler o report “Corporate Venture Building: Como Corporações Podem Criar Novos Negócios de Forma Ágil”, que traz dados e entrevistas exclusivas sobre o panorama do CVB no Brasil. Acesse aqui!

Quer saber mais sobre essas empresas? Ouça o episódio completo!

Compartilhe este conteúdo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram