times ágeis

Como formar times ágeis?

Agilidade é um assunto muito comentado nos últimos tempos. Mas saber falar sobre é muito diferente de saber fazer. Por isso, hoje Pedro Waengertner conversa com Maria Julia Paz, Head de People, e Camila Querubin, Talent Acquisition, ambas aqui da ACE. Vamos falar a verdade nua e crua sobre como formar times ágeis, ensinando o passo-a-passo, pulando aquela parte de termos complicados que na verdade, mais atrapalham que ajudam. Ouça já!

O que significa ser ágil?

A popularidade das metodologias ágeis confundiu muita gente. Agilidade não precisa se referir somente a uma área ou algum processo de geração de ideias, por exemplo. E nem mesmo ser rápido como muitos podem pensar pelo nome. De fato, isso pode ser mais uma consequência da adoção da agilidade do que uma obrigatoriedade.

A agilidade tão buscada pelos times e empresas significa testes constantes e mudanças presentes. É preciso uma visão de quebrar o tradicional e enxergar como aquilo como pode ser feito de uma maneira diferente. Em síntese, você pode usar scrum, XP, lean ou qualquer outro método que utilizar, podemos definir tudo como ter flexibilidade e adaptabilidade. E é aí que o RH se torna um fator essencial.

O que é RH Ágil? E o que isso tem a ver com o bem-estar de pessoas e negócios?

Independente da metodologia utilizada, muitas pessoas podem se perder em meio a tantos conceitos. Assim, a área de RH se torna estratégica, porque é ela a responsável por levar a capacitação para os seus colaboradores. E isso só é possível quando sabemos ler dados. Desmistificando um pensamento comum: o time de People também precisa ser uma equipe orientada a dados. Não são somente as outras áreas ou apenas um cargo, como o tão famoso People Analytics. O data-driven precisa estar presente em todos.

A formação de times ágeis

A dificuldade em contratar pessoas que entendem sobre metodologias ágeis é um problema comum. Mas a questão é: não é saber o método que te torna ágil, mas sim a capacidade de mudança. De nada adianta saber os termos, mas não ter a soft skill mais importante. Nesse ponto, o time de People é essencial para conseguir analisar candidatos que sejam moldáveis para trabalhar com agilidade.

Como tornar a sua empresa ágil?

No episódio, falamos alguns conselhos fundamentais para essa área. Por exemplo, conhecer o negócio. Pode até parecer um conselho simples, mas não a realidade de muitas empresas. Todas as áreas precisam entender 100% o direcionamento da corporação e as dificuldades enfrentadas nas trincheiras. Até mesmo o RH, que no pensamento popular, não lida diretamente com o cliente final.

Outro fator importante são lideranças alinhadas e engajadas nesse processo. Desde o topo da hierarquia, é preciso ter um pensamento em comum para gerar agilidade em todas as áreas.

Quer saber mais? Ouça o episódio completo e aprenda o passo-a-passo para implementar a agilidade!

consultoria de inovação

Compartilhe este conteúdo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram