como ser persuasivo

Você é uma pessoa persuasiva?

Você consegue vender uma ideia? Isso pode ser algo muito difícil para algumas pessoas. No episódio de hoje de Growthaholics, Pedro Waengertner conversa com Maytê Carvalho, autora do best-seller ‘’Persuasão – Guia prático sobre retórica e comunicação persuasiva’’, e o sócio e CEO da ACE Cortex, Luís Gustavo, sobre como ser persuasivo e a importância dessa habilidade na vida profissional e pessoal. Dá o play e bom episódio!

Ouça também >> Como inovar na carreira em 2021? <<

A origem da persuasão

A persuasão é uma arte que já é discutida desde a Grécia Antiga. Enquanto para os sofistas, o importante estava apenas na forma de transmitir uma ideia. Já Aristóteles surge com a ideia de que a arte da persuasão tem 3 pilares:

  • Pathos: está relacionado em despertar emoções do público;
  • Ethos: ligado à confiança de quem discursa;
  • Logos: representa a lógica utilizada no conteúdo e argumentos de um discurso.

Esses pilares trazem à tona o poder dessa habilidade. Existem diversas visões sob a persuasão, uns consideram essenciais, outros como uma arma de manipulação. O fato é que não há possibilidade de colocar a persuasão em um mundo maniqueísta, assim como a retórica. Como Aristóteles disse, todo discurso precisa ter uma ética.

E é nesse contexto que muitos colocam a persuasão como um perde-ganha. Muitos livros clássicos desse assunto não abordam as vulnerabilidades dos indivíduos e do discurso, criando um ambiente agressivo em tudo que se relaciona. Nesse caso, é preciso pensar diferente, visto que as técnicas de convencimento podem ser utilizadas tanto no campo pessoal como profissional.

Como ser persuasivo

Primeiramente, é importante diferenciais persuasão de oratória. Persuasão é a capacidade de falar bem, de juntar as pessoas, influenciando-as. É a arte de transformas um conhecimento pra alguém conectar-se com você. Já oratória está relacionada com o falar bem em público. Outro destaque vai para um pensamento comum sobre quem fala bem ser apenas bom de lábia. Pensar dessa maneira seria simplificar essa arte, pois só fala bem quem pensa bem.

Dito isso, é interessante pensar em como ser persuasivo na vida profissional, principalmente para empreendedores. Imagine que você tem uma startup e está buscando investimentos. Tenha em mente que você não está apenas pedindo dinheiro, mas sim oferecendo uma oportunidade. Um bom founder se apropria de si e de seu projeto, construindo assim um discurso verdadeiro e com um objetivo claro. É claro que um bom pitch não salva ideias ruins, mas pode fazer a diferença em todos os âmbitos da vida. Um pitch de sucesso é aquele que consegue consegue dar uma aula para os interlocutores, apresentando diversas perspectivas.

Veja também >> O que é Pitch Deck e como impressionar investidores? <<

Em resumo, aqui vão dicas de como convencer as pessoas que surgiram nesse episódio:

  1. Conheça e estude seu público;
  2. Selecione as abordagens a ser utilizadas (sedução, comunicação não violenta, provocação, intimidação, tentação);
  3. Tenha/desenvolva carisma;
  4. Conheça o método Harvard de persuasão;
  5. Pense ativamente a respeito desse assunto.

Gostou das dicas? Não deixe de conferir o episódio completo!

E não deixe de acompanhar nossos episódios semanais para ter acesso a mais conteúdos como esse!

growthaholics

 

 

Compartilhe este conteúdo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram