Comunidades: a arma secreta de growth

Desde que a humanidade existe, comunidade sempre foi algo de extrema importância para a nossa sobrevivência. Em 2022, ela tomou novas formas e migrou para meios digitais também, mas o princípio segue o mesmo: fazer conexões verdadeiras. Quem sabe fazer e gerir uma boa comunidade tem uma base sólida para qualquer negócio. Que tal ouvir mais com verdadeiros especialistas no assunto? Neste episódio de Growthaholics, Pedro Waengertner conversa com Rafael Fernandes, de Community Manager de ACE Cortex, e Luiz Fernando, Venture Capital Associate da ACE Startups. Vem com a gente!

Como construir uma comunidade sólida?

Ter uma comunidade virou um artifício valioso para marcas em mercados com muita concorrência, que não podem se bastar apenas no serviço ou no preço. Mas na prática, o que significa ter uma comunidade? É um grupo de pessoas que se conectam com base em uma motivação em comum e se associam com frequência, compartilhando valores, experiências e um senso de pertencimento. Por isso, canais de comunicação de uma só via não são consideradas comunidades, pois não existe essa troca. As pessoas estão apenas recebendo o seu conteúdo, sem espaço para interação e conexão.

Quando comparamos a outras maneiras de estabelecer contato com clientes, como, por exemplo, as redes sociais, o social media tem uma preocupação com o alcance e de comunicar, não necessariamente em criar uma conexão com quem está recebendo o conteúdo. Essa é a grande importância da comunidade. Construir comunidades faz parte da história do ser humano há milênios. Atualmente, transformamos essa ferramenta para impulsionar nossos negócios e fidelizar nossos clientes.

A diferença das comunidades hoje em dia é que elas são utilizadas como comunidades intencionais – você pensar de forma estratégica como atingir seus objetivos através da comunidade. Acreditamos que existem 5 elementos para o funcionamento de uma comunidade: Propósito, Pertencimento, Troca, Valor e Pessoas – isso está relacionado com o dia-a-dia.

Quer saber mais sobre o assunto? Ouça o episódio completo!

Compartilhe este conteúdo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram