O não-sexy é sexy: os setores esquecidos por empreendedores

Você sabe o que torna um mercado sexy ou não? Quais são os fatores que interferem no quão interessante um setor pode ser para empreendedores e investidores? No episódio de hoje, vamos colocar em foco os negócios que têm potencial para se tornarem grandes, mas que não são tão explorados no mundo do empreendedorismo. Neste episódio de Growthaholics, Pedro Waengertner conversa com André Tioda, que é Venture Capital Associate na ACE, e o Otávio Pimentel, nosso Analista de M&A. Vem com a gente!

Transformando um mercado esquecido em aquecido

Conforme dados do 4 Years From Now, Software as a Service (SaaS) e outras soluções aplicadas a negócios e produtividade são o principal alvo dos investidores. As fintechs e outras startups relacionadas a serviços financeiros e de seguros estão logo atrás. Essas áreas recebem muita atenção, em parte por conta da legislação que vem evoluindo, o que facilita a criação de novos produtos e serviços e as tornam um mercado consideravelmente grande, possuindo mais startups do que setores como educação.

No entanto, algumas áreas são completamente esquecidas por empreendedores, mas apresentam inúmeras oportunidades de negócio. Saneamento, empreendedorismo social e o setor público, por exemplo, acabam não atraindo tantos investimentos, entretanto, continuam sendo setores promissores.

Levando isso em consideração, para entender quais são os fatores que tornam um mercado sexy e quais interferem no quão interessante um setor pode ser para empreendedores e investidores, no episódio desta semana de Growthaholics, vamos colocar em foco os negócios que têm potencial para se tornarem grandes, mas são pouco explorados no mundo do empreendedorismo. Para me ajudar nesse debate, conversei com o André Tioda, que é Venture Capital Associate na ACE, e o Otávio Pimentel, nosso Analista de M&A. 

Quer saber mais sobre essas empresas? Ouça o episódio completo!

Compartilhe este conteúdo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram